— NOTÍCIAS

Unicamp lança revista internacional de extensão universitária

Trabalhos devem ser submetidos até dia 31 de agosto



| Autor: Gabriela Villen | Fotos: Antonio Scarpinetti

Com objetivo de fomentar a produção e o compartilhamento de conhecimento sobre extensão universitária, a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) da Unicamp lançou, nesta terça-feira, (14) a chamada de artigos para a primeira edição da Revista Internacional de Extensão Universitária da Unicamp (International Journal of Outreach and Community Engagement). Com perfil acadêmico, revisada por pares e um corpo editorial internacional, a publicação semestral dará ênfase a artigos reflexivos e analíticos, que proponham contribuições expressivas ao desenvolvimento do campo, conforme destacou Fernando Hashimoto, pró-reitor de Extensão e Cultura. Os trabalhos para essa edição devem ser submetidos até dia 31 de agosto.

"Há pouca produção científica mais analítica sobre extensão no Brasil (e no mundo).  A maioria dos trabalhos são narrativas e relatos, menos conceituais. Procuramos trabalhos que se debrucem, por exemplo, sobre o impacto dessas ações. Impacto este não apenas social, mas também nos currículos e nos programas de pós-graduação e na pesquisa. Gostaríamos de ver o desenvolvimento de conceitos, índices de avaliação e métricas", explicou.

 

Prof. Dr. Fernando Hashimoto, pró-reitor de Extensão e Cultura

 

O acesso aberto e digital, sem taxas para submissão, publicação e leitura, também é um destaque da Revista, conforme apontou Muriel Gavira, assessora da Proec, que coordenou sua elaboração. "Qualquer pessoa poderá submeter e acessar os artigos. Com isso ampliamos a propagação da discussão e do conhecimento produzidos", pontuou.

 

Profa. Dra. Muriel Gavira, assessora da Proec

 

Para ela, a publicação deve desempenhar um papel fundamental na divulgação do posicionamento da Universidade frente aos problemas sociais. "A Universidade é ator central na sociedade e é parte dela. Entender qual o seu papel e o que faz pode ter implicações importantes no que se espera do futuro. O foco da Revista será mostrar o que tem sido realizado, o impacto nas comunidades, no setor produtivo e na própria formação universitária", afirmou.

A Revista segue as diretrizes do Fórum dos Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras (Forproex), que definem a extensão universitária como “processo interdisciplinar, educativo, cultural, científico e político que promove a interação transformadora entre Universidade e outros setores da sociedade”. A interação dialógica, a interdisciplinaridade e a indissociabilidade entre Ensino-Pesquisa-Extensão são alguns de seus principais eixos definidores.

Em consonância com o edital de pesquisa em extensão lançado pela Proec em junho, a Revista pretende abordar temas como gestão, comunicação e métricas de impacto, além de desafios e resultados das ações de extensão universitária em diversas partes do mundo.

De acordo com Ernesto Márquez Nerey, presidente da Sociedade Mexicana para a Divulgação da Ciência e da Técnica (SOMEDICYT) e membro do conselho internacional da Revista, a publicação traz ganhos para a comunicação entre universidade e sociedade e para a valorização do papel da extensão em âmbito internacional. "A iniciativa contribuirá ao mesmo tempo para a difusão do conhecimento gerado pela Unicamp e para a formação integral dos estudantes universitários em seu processo de educação permanente. Acima de tudo, essa iniciativa mostrará que o conhecimento é fator chave para gerar vantagens competitivas. A iniciativa ressalta o papel de liderança desempenhado pela Unicamp enfatizando seu compromisso com a sociedade e com a extensão universitária", afirmou Nerey.

 

Ernesto Márquez Nerey, presidente da Sociedade Mexicana para a Divulgação da Ciência e da Técnica (SOMEDICYT) e membro do conselho internacional da Revista

 

A centralidade da extensão universitária em conectar Universidade e sociedade tem sido ressaltada desde o início da pandemia de Covid-19. Para Hashimoto, a atuação da Unicamp tem sido exemplo dessa articulação. "Mais de 400 pesquisadores da Unicamp estão reunidos, desde o início da pandemia, trabalhando e mostrando o quanto é importante essa mão dupla que a extensão promove. Esse é o conceito de extensão, levar a Universidade a atender às demandas da sociedade. Ouvir a sociedade e reagir aqui dentro da Universidade, quando necessário modificando os nossos planos", ressaltou.

Outro diferencial da publicação, conforme destacou Muriel Gavira, é a abertura para contribuições de profissionais e membros das comunidades parceiras das ações de extensão universitária. Assim, além das modalidades acadêmicas, como artigos científicos, e resenhas de livros ou monografias, a Revista terá uma sessão de "reflexões" e outra de "práticas em extensão universitária".

O comitê editorial conta com importantes acadêmicos da área de extensão no mundo, como David J. Weerts, da Universidade de Minnesota (Estados Unidos), e Annamaria Inzelt, da Universidade de Szeged, (Hungria).

Os trabalhos para a primeira edição podem ser submetidos até dia 31 de agosto pelo link: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ijoce/submissions. Para os demais números, os materiais podem ser submetidos a qualquer momento em formato digital, nos idiomas português, espanhol e inglês. Entre os critérios de avaliação estão ineditismo, adequação ao escopo e aos padrões de qualidade da revista e o respeito aos direitos de propriedade intelectual, além das normas de formatação, citações e referências da Revista.

Dúvidas podem ser encaminhadas para: revista.extensao@proec.unicamp.br.