— NOTÍCIAS

Funciona Cultura oferece oficinas online para servidores da Unicamp

As inscrições devem ser realizadas até 10 de julho via representante de treinamento da Educorp



| Autor: Gabriela Villen | Fotos: Antoninho Perri | Antonio Scarpinetti

Descobrir novas habilidades e experimentar fazer coisas diferentes parecem ter sido duas das exigências desta pandemia. O isolamento social levou à busca por novas soluções para antigos problemas, em todas as esferas da vida social. A produção artística e cultural pode cumprir um papel chave nesse contexto, ao mesmo tempo aliviando as tensões e apresentando novas possibilidades. É este o objetivo do Funciona Cultura que oferece a partir de 17 de julho oficinas online aos servidores da Unicamp. O programa é uma iniciativa da Diretoria de Cultura (DCult) e Pró-reitoria de Extensão e Cultura (ProEC) da Unicamp, em parceria com o Grupo Gestor de Benefícios Sociais (GGBS) e a Educorp (Escola de Educação Corporativa). As vagas são limitadas e as inscrições devem ser realizadas até 10 de julho via representante de treinamento da Educorp.

As primeiras oficinas incluem produtos de limpeza naturais, culinária guarani m'bya, dança em casa, poesia, música, contação de histórias e produção de podcasts (confira a programação completa). "Esperamos que, os funcionários e funcionárias  da Unicamp, encontrem nas oficinas um tanto de alívio de tensões e aproveitamento do tempo criativo; e um outro tanto de descobertas de algo novo, uma prática cultural, que poderá vir a incorporar em suas vidas", afirmou Wenceslao de Oliveira Junior, diretor da DCult.

 

Wenceslao de Oliveira Junior, diretor da DCult

 

As oficinas, que estavam previstas para começar em março, tinham sido suspensas por causa da pandemia. Com o prolongamento do isolamento social, a coordenação do programa buscou alternativas que pudessem atender às demandas do novo contexto. "As oficinas serão um espaço-tempo para que pessoas com interesses culturais semelhantes se encontrem e se conheçam. Elas podem ser interessantes tanto para quem estiver sentindo-se sobrecarregado quanto para quem estiver sentindo-se ocioso", destacou Ariane Polidoro Dini, assessora da DCult.

 

Ariane Polidoro Dini, assessora da DCult

 

As oficinas acontecerão em quatro encontros virtuais com no máximo 20 participantes.  De acordo com Wenceslao, o objetivo é manter a perspectiva de um aprendizado que se faz aos poucos, com tempos de elaboração pessoal entre os encontros, potencializando a interação entre os participantes. Para as primeiras oficinas, foram selecionados oficineiros/as, que já tiveram experiências com oficinas remotas ou se dispuseram a estudar o aprendizado remoto para realizar suas práticas culturais via plataforma virtual.

O novo formato busca manter a perspectiva inicial do programa de oferecer oficinas de produção cultural às funcionárias e aos funcionários da Unicamp nas linguagens: artesanato manual, culinária, dança, música, teatro, literatura, artes visuais e cinema.

De acordo com Airton Lourenço, coordenador do GGBS, Funciona Cultura é um projeto inovador que atende a uma antiga da demanda dos servidores. Para Lourenço, o oferecimento de forma remota foi a alternativa neste momento em que os servidores estão em suas casas. "Os alunos estão tendo atividades remotas, os diretores têm reunido suas equipes à distância. Então, achamos que seria interessante também oferecer oficinas culturais nesse formato", relatou.

 

Airton Lourenço, coordenador do GGBS

 

Funciona Cultura também atendeu aos anseios da Educorp, que segundo Mônica Rovigatti, sua diretora, buscava projetos transversais voltados para o bem-estar do servidor.  “Cultura, saúde, lazer são aspectos importantes para o desenvolvimento do servidor e de sua qualidade de vida, e tem consequências no seu desempenho profissional, que é nossa área de atuação”, explicou. De acordo com a diretora, o novo formato das oficinas se insere no esforço da Escola em oferecer todos os seus cursos e ações no formato remoto, mesclando videoaulas e encontros virtuais entre instrutores e alunos, durante a pandemia. "Para a Educorp é uma enorme satisfação continuar essa parceria com a DCult, contribuindo para a viabilização das oficinas mesmo em situação tão adversa e distantes fisicamente uns dos outros. Temos certeza que os resultados serão bastante satisfatórios e contribuirão para o bem estar dos participantes", afirmou.

 

Mônica Rovigatti, diretora da Educorp